Curiosidades

História do Semáforo

Em 10 de Dezembro de 1868 foi colocado o primeiro semáforo no exterior do parlamento britânico em Westminster, Londres[1]. Foi concebido por J. P. Knight, engenheiro especialista  em assuntos ferroviários. Este semáforo tinha dois braços móveis que se acionavam movendo cabos a partir de uma torre. O sistema era parecido com o dos sinais que regulavam o trânsito  ferroviário. Continha duas lâmpadas de gás com uma luz vermelha e outra verde. Não teve uma existência longa, já que em 2 de Janeiro de 1869, por causa de um acidente, explodiu provocando a morte de um agente policial. Foi retirado e até Agosto de 1914 não se voltou a instalar um semáforo, o que aconteceu em Cleveland, no que é considerado o primeiro semáforo com o aspecto atual. A invenção do semáforo bicolor elétrico é atribuída a Lester Wire, um polícial e  inventor de Salt Lake City. Deve-se constar que Garret Morgan, um afro-americano (nascido em Kentucky, EUA, em 4 de março de 1877), inventou o sistema automático de sinais  de trânsito em 1923, e depois vendeu os direitos à corporação GE (General Electric).

As três cores:
Luzes de semáforo

Universalmente aceitas é muito simples:
O vermelho representa na natureza uma cor de aviso, alarme ou perigo da qual se servem muitos animais para afugentar os seus inimigos; esta cor tem o mesmo significado para os seres humanos.
O maior contraste com o vermelho é a sua cor oposta, o verde. A teoria das cores enuncia que ambos, vermelho e verde, são complementares pois num disco de cores estão diametralmente  dispostos.
O amarelo foi uma cor que se incorporou mais tarde nos semáforos; depois do vermelho e do laranja é a cor de maior comprimento de onda, e com a sua ajuda pode-se proporcionar ao tráfego uma maior informação que a simples ordem de passar ou parar.
Além disso, em todos os países a luz vermelha está acima, ou à esquerda, para que a possam interpretar os que têm alguma afecção na visão para o vermelho e o verde (daltonismo). Verde - indica que o cruzamento está livre para passagem; amarela - indica que a passagem está prestes a ser fechada (em geral só se usa para tráfego de veículos) vermelha - indica que a passagem pelo cruzamento está momentaneamente impedida.
Em certos locais a luz amarela pode também servir para indicar que a passagem está quase que para ser aberta, isto é, pode surgir em ambos os sentidos de transição vermelho-verde e verde-vermelho.

Produtos relacionados